Cilada - resenha

Ninguém consegue escapar das próprias mentiras



Harley Mc Waid tem 17 anos. É uma aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que de tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começa a imaginar o pior.

O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. 

Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse o culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente.


RESENHA

 Este foi um livro que eu não conseguia parar de ler de tanto que a história me prendeu.

 Coben, mostra que nem sempre o suspeito é aquele que está na nossa convivência. O que acontece com Dan é muita injustiça e o sumiço da Harley chega a ser um pouco "banal". Coloquei entre aspas por ser sério e ao mesmo tempo "Han" e deixa um ponto de interrogação  bem grande na nossa mente e aí te prende mais ainda. 

São duas histórias, porém, com tudo ligado. Coben mostra através da história que orgulho, ódio, manter as aparências na sociedade não afeta só a si  mas afeta todos em sua volta. Ser pais bacana e modernos não é tão legal, assim como ser super protetores.  Pedir perdão ao seu passado dará uma boa caminhada para o seu futuro e lutar pela verdade, é o que deve ocorrer. 

Foi um livro que me tirou ar, fome e sono. Não enrolem, apenas leiam! 

Livro: Cilada.
Autor: Harlan Coben.
Gênero: Suspense/Policial.
Editora: Arqueiro.
272 páginas.
Nota: 10

Comentários

  1. Oi, Jenni! Esse também foi meu primeiro romance do Harlan, e muito mais do que isso, foi um dos dois livros que usei para abrir as portas da vida literária (o outro foi Esplendor da Honra, da Julie Garwood, que acabou de ser relançado pela Universo dos Livros. Lindo!). Realmente é de tirar o fôlego. E eu preciso tirar um tempo para fazer a releitura, porque tem muito tempo que li.
    Harlan Coben se mostra sempre impecável nos livros! *-*

    Super beijinhos lunares!
    Luar de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz a releitura sim! Estarei aguardando a sua resenha. Beijos.❤ Vou seguir você.

      Excluir

Postar um comentário